sábado, 26 de maio de 2018

PREVISÃO DO TEMPO - PEDIRAM AGORA MESMO


Imagem relacionada
Imagem mais provável nos finais dos próximos dias


O tempo vai continuar limpo até o final do mês de maio. A partir do dia primeiro de junho vai mudar por vários dias com chuvas relativamente amenas. A temperatura deverá continuar como tem estado nesses últimos dias, isto é, nem quente e nem frio demais. Vamos aguardar! 
O mais difícil foi "engolir" a derrota do Palmeiras no Alians Parque. Acho que vou cobrar pênalts!!!

Em áudio vazado, ministros do STF criticam greve de caminhoneiros


Postado por Leni Barbosa
Gilmar Mendes e Celso de Mello criticam greve
Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes e Celso de Mello fizeram críticas à paralisação nacional dos caminhoneiros durante a a sessão na tarde desta quinta-feira (24). Eles não perceberam que o microfone estava ligado enquanto conversavam. O vazamento do diálogo ocorreu durante uma votação na qual a Corte decidiu sobre a recondução da ministra Rosa Weber para o cargo de ministra efetiva do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
Enquanto os demais ministros votaram sobre a questão, Mendes iniciou a conversa com Celso, mas não percebeu que o microfone estava ligado.
"Que crise, hein! Guiomar [mulher de Gilmar] está na rua agora, está impossível", disse. Em seguida. Celso respondeu:" Um absurdo, faz-nos reféns. Tudo bem que eles até possam ter razão aqui, mas isto é um absurdo. Minha filha está vindo de São Paulo...". A partir desse trecho, a conversa continuou, mas o áudio foi cortado na transmissão ao vivo.
Ouça o áudio:
Os caminhoneiros protestam há quatro dias contra os seguidos aumentos do preço do diesel. O movimento tem feito bloqueios em estradas, o que já impacta no abastecimento de combustível e alimentos em algumas regiões do país. As principais reivindicações da categoria são: redução de impostos sobre o preço do óleo diesel, como PIS/Cofins e ICMS, e o fim da cobrança de pedágios dos caminhões que trafegam vazios nas rodovias federais concedidas à iniciativa privada.

Caminhoneiros fazem carreata nas ruas de Dracena nesta manhã

O objetivo é chamar a atenção para o movimento contra os preços abusivos dos combustíveis e pedágios
Carreata na manhã de hoje, no centro de Dracena (Foto: Lucas Mello/JR)Carreata na manhã de hoje, no centro de Dracena (Foto: Lucas Mello/JR)












Grupo de caminheiros promoveu na manhã deste sábado, carreata pelas avenidas principais de Dracena. Eles saíram de onde estão concentrados – entrada da cidade – no trevo da Jojo, em frente ao Posto Nacional, na SP- 294 rodovia Cmdt. João Ribeiro de Barros.
Na área central da cidade, o movimento chamou a atenção da população. Muitos pararam para conferir a carreata.
Eles se manifestam contra as medidas do Governo Federal e Estadual em relação aos preços dos combustíveis, principalmente o diesel, e a cobrança de pedágios até por caminhões que circulam com o eixo vazio.
A paralisação dos caminhoneiros foi iniciada na segunda-feira que passou em todo território nacional. Após a carreata, eles voltaram para o local na rodovia onde estão concentrados.

Greve dos caminhoneiros paralisa produção de açúcar e etanol em usinas na região de Presidente Prudente

Empresa informou ao G1 que está monitorando os desdobramentos da paralisação para garantir a segurança de seus empregados e a retomada das atividades o mais breve possível.


O Grupo Odebrecht informou ao G1 neste sábado (26) que paralisou as atividades de suas unidades agroindustriais localizadas em Mirante do Paranapanema e Teodoro Sampaio em decorrência da greve dos caminhoneiros que atinge todo o Brasil.
As usinas Conquista do Pontal, em Mirante do Paranapanema, e Alcídia, em Teodoro Sampaio, atuam na produção de açúcar e etanol.
Segundo a nota de esclarecimento encaminhada pelo Grupo Odebrecht ao G1, o funcionamento foi paralisado nesta sexta-feira (25).
"A empresa está monitorando os desdobramentos da paralisação para garantir a segurança de seus empregados e a retomada das atividades o mais breve possível", salientou ao G1.
Iniciada na segunda-feira (21), a greve dos caminhoneiros chegou ao seu sexto dia neste sábado (26) e a categoria reivindica ao governo federal medidas contra os aumentos seguidos nos preços do óleo diesel.
Os reflexos da paralisação afetam diretamente a população do Oeste Paulista. Postos de combustíveis não têm mais produtos para o abastecimento de veículos. Faltam alimentos nos supermercados, que decidiram limitar as quantidades de produtos comprados pelos consumidores. Escolas e universidades suspenderam as aulas. Empresas de ônibus reduziram as frotas de veículos em circulação no transporte coletivo de passageiros. Estabelecimentos comerciais decidiram fechar as portas mais cedo.
Em Presidente Prudente, os ônibus do transporte coletivo urbano só vão circular neste sábado (26) até as 14h. Depois disso, o serviço só voltará a funcionar na segunda-feira (28).
Segundo um balanço divulgado pela Polícia Militar Rodoviária, as manifestações da greve dos caminhoneiros neste sábado (26) mobilizam 800 veículos, entre caminhões, carros, motocicletas e ônibus, em 16 trechos de rodovias estaduais na região de Presidente Prudente.
Os atos ocorrem nas cidades de Adamantina, Alfredo Marcondes, Dracena, Iepê, Indiana, Inúbia Paulista, João Ramalho, Osvaldo Cruz, Ouro Verde, Pirapozinho, Presidente Prudente, Presidente Venceslau, Rancharia, Taciba, Teodoro Sampaio e Tupi Paulista.
Em Presidente Prudente, os manifestantes realizaram uma carreata na manhã deste sábado (26) em que percorreram as principais avenidas da cidade. Para chamar a atenção da população, eles fizeram um "buzinaço" por onde passaram durante o ato, que também contou com a participação de carros de passeio, vans e motocicletas.

Polícia Rodoviária contabiliza mais de 700 veículos em protestos de caminhoneiros na região de Presidente Prudente

No total, são 14 trechos de rodovias estaduais afetados por manifestações na manhã deste sábado (26) no Oeste Paulista em decorrência da greve que entrou no seu sexto dia.
Caminhoneiros fizeram carreata neste sábado (26) em Presidente Prudente (Foto: Murilo Zara/TV Fronteira)
As manifestações da greve dos caminhoneiros na manhã deste sábado (26) mobilizam 800 veículos, entre caminhões, carros, motocicletas e ônibus, em 16 trechos de rodovias estaduais na região de Presidente Prudente, segundo balanço divulgado pela Polícia Militar Rodoviária.
Em Presidente Prudente, os manifestantes realizaram uma carreata na manhã deste sábado (26) em que percorreram as principais avenidas da cidade. Para chamar a atenção da população, eles fizeram um "buzinaço" por onde passaram durante o ato, que também contou com a participação de carros de passeio, vans e motocicletas.
Iniciada na segunda-feira (21), a paralisação chega ao seu sexto dia e a categoria reivindica ao governo federal medidas contra os aumentos seguidos nos preços do óleo diesel.
Os reflexos da paralisação afetam diretamente a população do Oeste Paulista. Postos de combustíveis não têm mais produtos para o abastecimento de veículos. Faltam alimentos nos supermercados, que decidiram limitar as quantidades de produtos comprados pelos consumidores. Escolas e universidades suspenderam as aulas. Empresas de ônibus reduziram as frotas de veículos em circulação no transporte coletivo de passageiros. Estabelecimentos comerciais decidiram fechar as portas mais cedo.
Em Presidente Prudente, os ônibus do transporte coletivo urbano só vão circular neste sábado (26) até as 14h. Depois disso, o serviço só voltará a funcionar na segunda-feira (28).

Governo do Estado determina multas para quem estacionar em filas duplas, bloqueios e impedir a livre circulação

Por ASSESSORIA DE IMPRENSA. Governo do Estado

O governador do Estado de São Paulo, Márcio França, determinou ao secretário de Segurança, Mágino Alves, que acione imediatamente a Polícia Rodoviária para aplicar multas em todos os veículos que estacionem em fila dupla nas estradas paulistas ou que promovam bloqueios, impedindo a livre circulação.
Márcio França entende que a greve, que afeta todo o País, poderia ter sido evitada: “A greve foi causada por um aumento abrupto no preço do diesel, sem considerar as consequências sociais. Os caminhoneiros foram os primeiros duramente atingidos e entendo perfeitamente os motivos da manifestação. Mas já foi iniciado um processo de negociação para resolver o problema e não é correto penalizar toda a população”, ressaltou o governador.
O governador recebeu telefonema do presidente da República, Michel Temer, informando-o sobre as negociações. “Também enviamos nosso secretário da Fazenda para Brasília para discutir medidas de compensação para reduzir os custos dos caminhoneiros. Ou seja, estamos fazendo de tudo para resolver a situação”.
O governador informou que a Polícia Militar de São Paulo tem atuado para desobstruir as vias e estradas em todo o Estado. Sempre que acionada, a Polícia tem feito a escolta dos caminhões que transportam combustíveis para aeroportos, empresas de transporte público, hospitais e serviços essenciais. “Estou em contato permanente com os secretários das pastas de saúde, educação, segurança, para garantir a continuidade do atendimento à população”.
Multas – Para quem organiza bloqueios a legislação prevê multas de até R$ 17.608,20. Para os que interrompem a circulação nas vias a multa é de R$ 5.869,40. Em todos os casos as multas são gravíssimas e implicam remoção do veículo e processo de suspensão da habilitação por 12 meses.

Falta de combustíveis nos postos de Dracena faz diminuir número de frentistas trabalhando

Por Carlos Volpi Da Redação

Mercado de combustíveis (Foto: Divulgação)Mercado de combustíveis (Foto: Divulgação)








O desabastecimento nas bombas dos postos de combustíveis em Dracena, devido à greve dos caminhoneiros que teve início no começo desta semana, acabou refletindo no número de frentistas para atender a clientela.
A reportagem do Jornal Regional ouviu oito postos de combustíveis na cidade, sendo que quatro deles estão com os estoques zerados de combustíveis.
O restante ainda teria combustíveis para ontem ou até esse final de semana. Segundo os donos e funcionários dos estabelecimentos comerciais, não há previsões de quando os caminhões-tanque virão carregados com os combustíveis para suprir os desabastecimentos devido aos bloqueios nas estradas.
Devido a isso, o número de frentistas nas bombas foi reduzido, porém os serviços de lavagem, troca de óleo e conveniência ainda estão sendo realizados.
Os postos de combustíveis ouvidos pela reportagem não precisaram fechar devido à falta dos produtos nas bombas.

Governo ignorou pedidos do movimento dos caminhoneiros


Posted on 8 Toninho Moré

Uma sequência de reclamações ignoradas pelo governo e um acordo costurado de última hora em meio a trapalhadas políticas pararam o Brasil. Desde outubro de 2017 os caminhoneiros têm se queixado ao Planalto, mas, sem dinheiro e com outras preocupações, o governo deixou o tema de lado até que a paralisação começou. Quando a negociação foi iniciada, nesta semana, o governo ofereceu parte dos pedidos, mas o movimento já era maior que os líderes, e o acordo foi ignorado pelas estradas
Estadão Conteúdo

PMA de Bataguassu apreende 2 km de redes de pesca e liberta 30 kg de peixes dos petrechos ilegais

Postado por Leni Barbosa
 
Foto: Divulgação/PMA
Em fiscalização ambiental na madrugada e manhã desta quarta-feira (23) no lago da usina Sérgio Motta, no rio Paraná, no município, Policiais Militares Ambientais de Bataguassu apreenderam 30 redes de pesca de malha 90 milímetros (petrecho proibido) armadas no rio, medindo 2.000 metros. Durante a retirada dos petrechos ilegais foram soltos 30 kg de pescado que estavam vivos e presos às redes. Os infratores proprietários dos petrechos proibidos não foram identificados.
O uso de petrechos proibidos do tipo redes de pesca é muito comum na região, pois, nos lagos das Usinas Hidrelétricas do rio Paraná, este petrecho é permitido para o pescador profissional, desde que identificado e com malha de tamanho a partir de 140 milímetros. Ocorre que muitos pescadores profissionais armam redes com malha menor à permitida e não identificam.
A legislação só permite também no máximo 100 metros de redes armadas, localizadas pelo menos, a 150 metros de distância uma da outra, porém, muitas vezes, os pescadores profissionais emendam várias redes excedendo a metragem permitida. Este tipo de uso é crime.
Pescadores amadores que não podem por lei utilizarem esses petrechos também acabam os utilizando, o que caracteriza crime ambiental.

Produção e escoamento do leite da Associação dos Produtores Rurais de Dracena começam a ser afetados

Segundo a presidente da APRD, Gislaine Oliveira dos Santos Gomes, os 40 produtores de Dracena e região estão com o estoque de leite armazenado

Escoamento da produção de leite na cidade está comprometida (Foto: Divulgação)Escoamento da produção de leite na cidade está comprometida (Foto: Divulgação)










Associação dos Produtores Rurais de Dracena (APRD) que atualmente conta com 40 produtores de leite de Dracena e cidades da região, cuja presidente é Gislaine Oliveira dos Santos Gomes informou que a greve dos caminhoneiros desencadeada na segunda-feira que passou começa a causar os primeiros impactos na coleta e distribuição do produto.
Segundo ela, os produtores de leite estão com a produção armazenada nos tanques das propriedades, sendo que eles não conseguem escoar devido à falta de combustíveis nos postos para os veículos transportarem até a Associação e também, o bloqueio da passagem dos caminhões nos trechos onde ocorrem os manifestos.
Ela disse que ontem de manhã, a produção dos sacos de leite pasteurizado integral de 1 litro que havia sido armazenado no laticínio, o caminhão refrigerado conseguiu distribuir para as escolas municipais e estaduais de Dracena, Tupi Paulista, Monte Castelo, Santa Mercedes, Nova Guataporanga, Paulicéia, São João do Pau D´Alho, Pacaembu, Irapuru e Flora Rica, além dos presídios de Mirandópolis, Pacaembu, Irapuru e Junqueirópolis, exceto para Presidente Venceslau.
Gislaine ressaltou que se a greve dos caminhoneiros permanecer por mais dias, não será possível realizar a coleta nas propriedades e a distribuição nas unidades escolares e presídios.
Disse que o caminhão de coleta da APRD, com capacidade para 6 mil litros de leite, não consegue obter a produção nas propriedades rurais. O motivo é devido ao bloqueio dos caminhões de cargas nos trechos das estradas onde ocorreram paralisações e a falta de combustíveis nos postos da cidade.
Ela ressaltou que está orientando os produtores de leite a armazenar o produto na capacidade máxima dos tanques das propriedades. “Hoje e amanhã não sabemos se vai ter leite para a produção no laticínio, estamos pensando em coletar o produto nas propriedades à noite”, disse Gislaine em relação aos bloqueios que os caminhoneiros estão realizando durante o dia.
Gislaine informou que não estimou ainda em valores o prejuízo, mas disse que a perda diária na produção do leite no laticínio pode chegar a 4,5 mil litros.

Greve dos caminhoneiros obriga produtores a jogarem leite fora em Mato Grosso do Sul


Postado por Leni Barbosa
Produtores jogam leite fora (Foto: Divulgação / Arquivo pessoal)
Produtores começaram a jogar leite fora em Mato Grosso do Sul nesta quarta-feira (23). A informação é da maior empresa de laticínios do estado com sede em Bandeirantes, a 71 km de Campo Grande, e que conta com 720 produtores cooperados.
“Tem produtor que jogou 2.500 litros de uma só vez. Não tem jeito, tem que tirar o leite da vaca, senão o animal fica doente e morre”, disse Renato Gasparini, diretor comercial do laticínio.
De acordo com o representante da empresa, o problema está sendo gerado porque os caminhões que buscam o leite não estão conseguindo chegar nas propriedades rurais. Os tanques que os produtores possuem conseguem armazenar o produto por máximo 48 horas. A saída encontrada após esse prazo é dar o leite para os porcos ou jogar fora. A distribuição do laticínio também está sendo fortemente afetada, a maioria dos caminhões da empresa não estão saindo para a entrega e outros estão parados nos bloqueios.
Frigoríficos de aves, suínos e carne bovina também estão sendo afetados pela manifestação dos caminhoneiros em Mato Grosso do Sul. A Cooperativa Central Aurora Alimentos, informou que vai paralisar, nesta quinta (24) e sexta-feira (25), as atividades de processamento de aves e suínos em 4 estados: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul.
A JBS, dona do maior número de frigoríficos em Mato Grosso do Sul, divulgou uma nota dizendo que vem monitorando os impactos da greve dos caminhoneiros e está adotando medidas, o que inclui, a paralisação de algumas unidades de carne bovina, aves e suínos, em razão da impossibilidade de escoar sua produção.
Na Central de Abastecimento de Mato Grosso do Sul (Ceasa), cresce a preocupação em relação aos produtos, isso porque caminhões com frutas e verduras não estão passando pelos bloqueios nas rodovias. 80% do que é comercializado na Ceasa de MS vem de outros estados.
“Duas vezes por semana nós recebemos um grande volume de caminhões, na terça-feira e na sexta, nessa terça as cargas conseguiram chegar, mas na próxima sexta eu acho difícil, tem carga parada nas rodovias e outras que nem saíram do local de partida ainda, a tendência é falta de produtos e alta dos preços” disse Edmilson Bandeira, diretor administrativo da Ceasa.

Adesões 

O movimento dos caminhoneiros ganhou adesões nesta quarta-feira em Campo Grande. Motoristas de aplicativo aderiram a manifestação e fizeram uma carreata pelo centro da cidade e um bloqueio em pontos estratégicos da avenida Eduardo Elias Zahran, no fim desta tarde. De acordo com a categoria, 60% do valor obtido com o transporte de passageiros é consumido no pagamento do combustível utilizado pelos carros.
Além dos motoristas de aplicativo, motociclistas também protestaram pela elevado preço dos combustíveis. Eles fecharam o cruzamento da avenida Afonso Pena com a rua 13 de maio por cerca de 1 minuto , nesta quarta.

BOM DIA 

sexta-feira, 25 de maio de 2018

Em averiguação de furto, PM recupera veículo, apreende drogas e captura foragido de prisão

Corporação também localizou peças automotivas de procedência duvidosa. Ação foi registrada nesta quinta-feira (24), em Presidente Prudente.



A Polícia Militar recuperou um veículo VW Voyage que havia sido furtado e era desmanchado, nesta quinta-feira (24), em Presidente Prudente. Em seguida, três indivíduos em atitude suspeita foram abordados e a corporação apreendeu, além de drogas, peças automotivas, inclusive, a bateria do carro que era averiguado pela corporação.

A equipe patrulhava no intuito de localizar um veículo VW Voyage, anteriormente furtado, e o localizou parado em uma rua do Residencial Terceiro Milênio, sem a bateria e com o pneu sobressalente. Além disso, na parte frontal na estrutura havia um pedaço de cinto de segurança que, segundo a PM, denota que foi rebocado até o local.

Enquanto a equipe aguardava o proprietário buscar o Voyage, avistou um VW Santana ocupado por três indivíduos trafegando pela via. Ao observar tal automóvel, os policiais notaram que havia um pedaço de cinto de segurança amarrado ao reboque.

Os militares suspeitaram de ser o veículo que rebocou o Voyage furtado até aquele endereço e optaram por abordá-lo.

Os ocupantes foram identificados. Um disse ser proprietário do veículo que ocupava e, ao ser submetido a buscas, foram encontrados R$ 365, além de porções de maconha e uma porção de crack.

A casa do suspeito também foi vistoriada e os militares localizaram uma roçadeira de grama a gasolina, uma caixa de som com dois alto-falantes e uma bateria de carro, que foi reconhecida pela proprietária do Voyage, além de mais porções de droga, duas câmeras de monitoramento e outros objetos de procedência duvidosa.

Na casa do suspeito foi visto um indivíduo dormindo, que ao ser questionado, se declarou evadido de uma unidade prisional de Valparaíso (SP).

Todos foram conduzidos à Delegacia Participativa da Polícia Civil.

Conforme a Polícia Militar, os outros dois ocupantes do Santana receberam voz de prisão por furto e serão averiguados. Já o primeiro abordado foi indiciado, ainda, por tráfico de drogas. Ainda foi registrado a captura do indivíduo que estava foragido.

Outro caso

Nesta terça-feira (22), a corporação também flagrou o desmanche de outro veículo que havia sido furtado em Presidente Prudente. Na ocasião, quatro indivíduos retiravam as peças de um VW Gol de cor vermelha.

G1.Prudente


Construção de um salão comunitário para Associação de Moradores Santa Zélia

Acompanhados do prefeito de Teodoro Sampaio, Ailton César Herling (PSB), representantes da Associação de Moradores do Assentamento Santa Zélia, naquele município, entregaram ao deputado estadual Ed Thomas (PSB), na manhã desta quinta-feira (24/5/18), pedido de ajuda para a construção de um centro comunitário para ser utilizado com diversas ações e cursos que beneficiam a comunidade. Através de ofício, o presidente da entidade, Eraldo Pacheco dos Santos justifica que o local onde são oferecidos cursos pelo ITESP, SENAR e SEBRAE encontra-se sem condições, para atender as mais de cem famílias assentadas e comunidade em geral. Com o compromisso do deputado Ed Thomas de encaminhar a solicitação ao Governo do Estado, os representantes da associação de moradores agradeceram a atenção do parlamentar, juntamente com o prefeito Cesar Herling e a primeira-dama de Teodoro Sampaio, Cidinha Herling.

Prefeito César, deputado Ed Thomas, representante da associação e Cidinha

Assessoria de Comunicação                 

Jornalista – Airton Roberto Messinette

Registro fotográfico – Alex Schneider


Greve dos caminhoneiros provoca racionamento de ônibus no transporte coletivo urbano em Presidente Prudente

Diante do receio de ficar sem combustível, empresa decidiu cortar pela metade o número de veículos em circulação na cidade nos horários dos chamados entre-picos.

empresa responsável pelo transporte coletivo urbano em Presidente Prudente decidiu nesta quinta-feira (24) cortar 50% dos ônibus em circulação na cidade nos horários de entre-picos em decorrência dos reflexos da greve dos caminhoneiros que atinge o país já há quatro dias. Segundo a Prudente Urbano, os horários de pico não sofrerão mudança.

A advogada Renata Moço, porta-voz da companhia de transporte coletivo, esclareceu ao G1 que a medida de racionamento dos ônibus foi tomada após uma reunião entre representantes da empresa e da Secretaria Municipal de Assuntos Viários e Cooperação em Segurança Pública (Semav).

Com a greve em andamento, o receio da empresa é o de ficar sem óleo diesel para o abastecimento dos ônibus que circulam no transporte coletivo urbano.

Renata Moço contou ao G1 que a empresa já adquiriu combustível para o abastecimento dos seus veículos, mas não há previsão de quando o diesel será entregue à companhia em razão da paralisação realizada pelos caminhoneiros desde a segunda-feira (21).

Além disso, ela enfatizou que, sem a entrega do combustível já adquirido, o estoque disponível na empresa é insuficiente para dar continuidade à operação a partir desta sexta-feira (25).

O racionamento dos ônibus, segundo a advogada explicou ao G1, é uma forma de evitar que os usuários sejam prejudicados com a paralisação total do transporte coletivo por falta de combustível.

“Infelizmente, é uma situação que está assolando o país inteiro. Em outras cidades que eu contatei, as empresas de transporte estão tirando alguns horários dos itinerários para que possam economizar combustível”, frisou Renata ao G1.

Segundo a Semav, as alterações no transporte coletivo urbano entrarão em vigor a partir desta sexta-feira (25).

Caráter emergencial
Em um comunicado oficial, a Prefeitura de Presidente Prudente explicou que determinou em caráter emergencial, por meio da Semav, que, a partir desta sexta-feira (25), haverá racionalização do sistema de transporte coletivo urbano.


Ainda segundo a Prefeitura, a Prudente Urbano informou que compra combustível a cada dois dias, mas com a greve não houve a entrega do óleo diesel.

“Estamos na dependência da entrega do combustível adquirido e entrando em contato com outros fornecedores para verificar a disponibilidade da entrega desde a distribuidora até a empresa”, relatou a advogada Renata Moço.

São consumidos aproximadamente 11 mil litros de óleo diesel por dia para abastecer os ônibus da Prudente Urbano.

Transporte coletivo a partir desta sexta-feira (25)

Das 4h às 8h Operação integral da frota
Das 8h às 12h Operação de 50% da frota*
Das 12h às 14h Operação integral da frota
Das 14h às 16h30 Operação de 50% da frota
Das 16h30 às 19h Operação integral da frota
Das 19h até o fim do expediente Operação de 50% da frota
* Linhas que circulam de hora em hora passam a rodar a cada duas horas, por exemplo

G1.Prudnete


Greve dos caminhoneiros provoca suspensão de serviços públicos na região de Presidente Prudente

Prefeituras decidiram interromper o transporte de estudantes em razão da falta de combustível. Protesto entrou no seu quarto dia nesta quinta-feira (24).

A greve dos caminhoneiros, que entrou nesta quinta-feira (24) em seu quarto dia, já começa a ter reflexos na prestação de serviços públicos na região de Presidente Prudente.

Devido à falta de combustível para o abastecimento da frota municipal, a Prefeitura de Martinópolis decidiu interromper a partir desta quinta-feira (24) os serviços de transporte escolar municipal e universitário. O combustível dos tanques da Prefeitura serão destinados apenas para serviços essenciais, como coleta de lixo, bombeiros e ambulâncias. De acordo com o Departamento Municipal de Transporte, os serviços serão restabelecidos na medida em que a greve no país cessar.

Em Osvaldo Cruz, a Prefeitura também decidiu suspender o transporte de universitários para Adamantina, Presidente Prudente e Tupã nestas quinta-feira (24) e sexta-feira (25) em decorrência da falta de combustível. Ainda não há uma definição sobre como ficarão os serviços na próxima semana.

Em Tarabai, o transporte de estudantes universitários para Presidente Prudente será suspenso nesta sexta-feira (25).

Em razão das paralisações dos caminhoneiros, a Prefeitura de Dracena informou que serviços nas áreas de limpeza pública, saúde e educação ameaçam ser afetados, principalmente aqueles que dependem de veículos.

Na Secretaria Municipal de Agricultura, Meio Ambiente e Limpeza Pública, os caminhões utilizados para a coleta seletiva e a de lixo doméstico têm combustível suficiente para garantir o serviço até esta sexta-feira (25).

Na Secretaria Municipal de Saúde e Higiene Pública, o transporte de pacientes para consulta em outras cidades pode ser prejudicado a partir desta sexta-feira (25), caso não seja possível realizar os abastecimentos.

Já na Secretaria Municipal de Educação, até o momento, não houve problemas com o transporte dos alunos, que está assegurado até o fim da semana.

Diante dos futuros possíveis transtornos, estão sendo priorizados os serviços essenciais de urgência e emergência.

A Prefeitura lamentou as possíveis suspensões de serviços e informou que está buscando as alternativas possíveis e legais até que a situação se normalize.

G1.Prudente


População se preocupa com a falta de combustíveis em Presidente Prudente devido à greve dos caminhoneiros

Mobilização da categoria, que chegou nesta quinta-feira (24) ao seu quarto dia, é contra os aumentos seguidos nos preços do óleo diesel.

Os efeitos da paralisação dos caminhoneiros, que ocorre em estradas do Oeste Paulista nesta quinta-feira (24), reflete na vida das pessoas. A falta do transporte de produtos deixou alguns postos sem combustíveis em Presidente Prudente, o que gera preocupação para quem precisa do serviço.

A psicóloga Carmen Lúcia Dias, de 60 anos, contou ao G1 que acha justa a paralisação dos caminhoneiros, isso porque, para ela, a reivindicação é em prol de melhorias à todos. “Isso acaba refletindo também na vida de quem trabalha”, disse.

Ainda de acordo com a psicóloga, o prejuízo será para o consumidor no final das contas. “Se o governo não se atenta, tudo reflete na gente, o prejuízo será ainda maior para quem compra”, informou Carmen ao G1.

Teve gente que se preveniu antes de sentir os resultados da falta de combustíveis nos estabelecimentos, como é o caso da diretora escolar, Cícera Rodrigues Yoschimoto, de 66 anos.

Segundo ela, sua rotina para abastecer seu veículo era às sextas e segundas-feiras da semana, porém a opção foi inserir esta quinta-feira (24) na lista também. “Eu estava no trabalho e um amigo me ligou dizendo que era para eu abastecer, porque em algumas cidades já não tinha mais gasolina”, informou a educadora ao G1.

“Eu sabia que a greve estava acontecendo, mas na dúvida preferi abastecer e já liguei para a minha irmã e filha para se prevenirem também”, concluiu Cícera, que afirmou estar assustada com a situação.

G1.Prudente



Greve dos caminhoneiros prejudica a entrega de medicamentos para a Santa Casa de Presidente Venceslau

Hospital segue atendendo normalmente, mas há risco de faltar remédios. Equipe médica foi orientada a reavaliar casos de internação.

Em consequência da greve dos caminhoneiros, a Santa Casa de Presidente Venceslau informou nesta quinta-feira (24) que está sendo afetada com a falta de entrega de medicamentos necessários para atender os pacientes da unidade hospitalar.

A direção do hospital informou que faz aquisição semanal de insumos e medicamentos que abastecem a farmácia com entregas pontuais. “Fizemos a compra, mas o transporte está bloqueado. O estoque está reduzido em função desse problema e a equipe médica foi orientada até em reavaliar os casos de internação”, afirmou Murilo César, superintendente da Santa Casa.

Apesar da dificuldade de abastecimento, a Santa Casa informou que segue atendendo normalmente, mas há o risco de faltar medicamentos. “Estamos estudando uma forma de logística para evitar a falta de medicamento de forma que não comprometa o funcionamento do hospital”, destacou Murilo.

Negociações têm sido feitas junto ao movimento grevista de caminhoneiros para permitir que os medicamentos possam passar pelos bloqueios e chegar até o mercado consumidor, finalizou a Santa Casa.

G1.Prudente


Presidente Epitácio terá Escola de Moda, através de convênio com Fundo Social do Estado de São Paulo

A Escola de Moda, projeto do Fundo Social do Estado de São Paulo (FUSSESP), que qualifica profissionalmente pessoas desempregadas proporcionando a elas oportunidades, tanto a produção de roupas como a inserção no mercado de trabalho, gerando renda para a sua sobrevivência, será realidade em Presidente Epitácio. Na manhã desta quinta-feira (24/5/18), a prefeita da Estância Turística, Cássia Furlan juntamente com a presidente do Fundo Social Municipal, Juliana Tedesco, assinou convênio com o Governo do Estado que prevê a implantação deste projeto na cidade, beneficiando pessoas que receberão a qualificação, material didático, uniforme e lanche, durante a duração do curso. Foi durante o encontro de primeiras-damas e presidentes de Fundos Sociais municipais do Oeste Paulista, com a presença da primeira-dama do Estado de São Paulo, professora Lúcia França, esposa do novo governador Márcio França, no Centro Cultural Matarazzo. No evento, realizado pelo deputado estadual Ed Thomas (PSB) e sua esposa, a Assistente Social Clélia Barbato Tomazini, participaram representantes de 56 municípios da 10ª Região Administrativa, entre prefeitos, prefeitas, vices prefeitos e vices prefeitas, vereadores e vereadoras, além de representantes de entidades sociais. Todos receberam com entusiasmo as ações da nova política adotada também na área social do governo paulista.   

 Prefeita Cássia assinando convênio com o Fundo Social do estado


 Deputado Ed Thomas, Juliana, Cássia, professora Lucia e Clélia  

Assessoria de Comunicação

Jornalista – Airton Roberto Messinette

Registro fotográfico – Alex Schneider


Pescadores são flagrados com 2km de redes armadas em lago de usina

Redação
Correio do Estado

Uma fiscalização de rotina realizada pela Polícia Militar Ambiental (PMA) flagrou na madrugada de ontem (23), no lago da usina Sérgio Motta, no Rio Paraná, em Bataguassu,  30 redes de pesca de malha 90 e 110 milímetros (petrecho proibido) armadas no rio medindo 2 mil metros de extensão (2 km).

Conforme foram retirando o material preparado para pesca, os policiais soltaram 30 kg de peixes que ainda estavam vivos e presos às redes, no entanto, os infratores não estavam no local.

De acordo com a equipe, o uso de petrechos proibidos como as redes encontradas é muito comum na região, pois, nos lagos das Usinas Hidrelétricas do rio Paraná, este petrecho é permitido para o pescador profissional, desde que identificado e com malha de tamanho a partir de 140 milímetros.

Ocorre que muitos pescadores profissionais armam redes com malha menor à permitida e não identificam. A legislação só permite também no máximo 100 metros de redes armadas, localizadas pelo menos, a 150 metros de distância uma da outra, porém, muitas vezes, os pescadores profissionais emendam várias redes excedendo a metragem permitida.

Este tipo de uso é proibido e caracterizado como crime ambiental, sujeito a multa administrativa e reclusão.


DOF apreende Zafira com 2 mil pacotes de cigarro, mas contrabandista foge

Redação
Campo Grande News


Em duas apreensões, o DOF (Departamento de Operações de Fronteira) interceptou quase quatro mil pacotes de cigarro do Paraguai, transportados em carros de passeio pela rota Ponta Porã-Maracaju-Campo Grande, a preferida dos contrabandistas que agem na região.

Por volta de 5 horas da madrugada de hoje (24), os policiais apreenderam uma Zafira prata com placa de Goiânia (GO) com 2.000 pacotes de cigarro fabricado no Paraguai e de venda proibida no Brasil.

O carro foi abordado na MS-164, entre Ponta Porã e Maracaju, na região conhecida como “Copo Sujo”. O motorista não obedeceu à ordem de parada e fugiu em alta velocidade. Durante perseguição, os policiais localizaram a Zafira caída em um barranco. Os cigarros estavam espalhados até sobre o painel do carro. O condutor se escondeu no mato e não foi localizado.

A outra apreensão ocorreu na tarde de ontem (23), na MS-162, entre Os municípios de Maracaju e Sidrolândia. Um Siena vermelho com placa de Rolim de Moura (RO) carregava 1.300 pacotes de cigarro comprados no Paraguai.

Hebe Oliveira da Silva, que dirigia o carro, disse que foi contratado para levar a mercadoria contrabandeada de Pedro Juan Caballero até Várzea Grande (MT).




Motorista de ônibus é preso com 8 kg de cocaína

Redação
Correio do Estado


Motorista de ônibus de 34 anos foi preso pela Polícia Rodoviária Federal na tarde de ontem (22), em Miranda com sete pacotes de cocaína. Ele disse que levaria a droga de de Porto Soares na Bolívia para São Paulo.

Conforme as informações da PRF, o ônibus de linha internacional que ele conduzia foi parado na BR-262.  O ficou nervoso com a abordagem, o que motivou os policias a realizarem uma revista no veículo.

Dentro do ônibus foram encontrados sete pacotes da droga que pesaram oito quilos. Aos agentes da PRF, ele contou que receberia o equivalente a R$10, 2 mil para transportar a droga.

O entorpecente e o condutor foram encaminhados para a Polícia Federal em Campo Grande. 


Gaeco volta às ruas em operação contra a corrupção policial

Redação
Correio do Estado


O Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado (Gaeco), voltou as ruas na manhã desta quarta-feira (23), dando continuidade a operação Oiketikus deflagrada na quarta-feira passada (16) em Campo Grande e no interior de Mato Grosso do Sul.

A operação é em combate à corrupção no âmbito policial. Outros detalhes sobre a ação de hoje ainda não foram divulgados.

Na primeira fase da operação, foram presos 21 policiais militares em todo o Estado. No total, são oito sargentos, cinco cabos, quatro soldados, dois tenentes-coroneis, um subtenente e um major.

Crime

A organização criminosa formada atuava no contrabando tanto de cigarros como de outros produtos, como pneus.O grupo não só cobrava propina dos contrabandistas para facilitar o trânsito em rodovias estaduais e na distribuição em municípios, como também tentava dificultar a atuação de outras forças de segurança na investigação desse tipo de crime. As rotas que os investigados atuavam tinham ligação com a Bolívia e o Paraguai.


FEITO, MELHOR DO QUE PERFEITO

-- Parte 1 --



A frase que intitula esse texto é atribuída como à Sheryl Sandberg, COO (chief operations officer) do Facebook, a pessoa número 2 na hierarquia da maior companhia de mídia social do mundo e o braço direito de Mark Zuckerberg.

Essa frase deveria ser o lema de todos nós em tudo que nos propomos a fazer, porque ela traduz um formato diferente de enxergar as coisas, desconsiderando as condições ideais, focando apenas na prática!

Pode ser que alguns dos nossos planejamentos estejam travados por conta do nosso perfeccionismo, mas definitivamente chegou a hora de destravar e seguir!

A grande verdade é: o perfeccionismo é um ilusionismo. Isso ocorre porque toda perfeição que se atinge (à medida do possível) acontece com base em alguma coisa que já foi feita anteriormente e que foi sendo melhorada com o tempo.

Por isso, quero te tranquilizar: nunca estaremos prontos!
E isso é algo para ser encarado com naturalidade, afinal, se pararmos para pensar, nós nascemos sem dentes, sem saber andar, falar, sem domínio de todas nossas faculdades mentais, mas precisávamos ser concebidos para continuar a nos desenvolver fora da barriga de nossas mães!

Não nascemos sabendo tudo. Aliás, toda nossa vida se resume a um processo infinito de aprendizado e de adaptação. Seus erros não servem para te desanimar, mas para animar, pois em cada um deles há um aprendizado e, no mínimo, você aprendeu uma maneira de não fazer determinada coisa.
Apenas comece! Meia coisa já é melhor do que nada, meia hora de estudo por dia já é melhor que nada, caminhar 3x por semana, já é melhor do que nada. Só de começar você já não estará mais no mesmo patamar que estava antes de ter começado.

Seja lá o que você tiver de fazer em sua vida: vai lá e faz. Não fica esperando o momento certo. A melhor hora sempre é AGORA e o melhor lugar é sempre ONDE VOCÊ ESTÁ, porque um plano executado violentamente hoje é melhor do que um plano perfeito executado semana que vem!

Raphael Vilela
Personal Life Coach
Graduando em Direito



Aniversariantes do Dia

 Adilson Almeida Pereira Silva
 Ana Paula Ferreira Stanziani
 Jacque Silva Lopes
 Maicon Paixão
 Mario Kogima
 Nathalia Mendes
 Néia Nunes
 Sandro Cesar Martins Martins
 Silmara Pereira
Thais Batista